Dicas de como elaborar um cartão de visitas de acordo com as regras do novo código de ética da advocacia.

August 20, 2017

 

 

 

O cartão de visitas pode dizer muito sobre o seu negócio e o seu perfil. É o item que deixa a primeira impressão sobre o seu serviço, quando o cliente estiver pensando em lhe contatar para uma futura demanda ou consulta. Ele é a peça indispensável ao advogado iniciante, ou até mesmo ao experiente, para que ele possa fazer e deixar a sua marca na tão concorrida área da advocacia. Sendo assim, é muito importante que o profissional do direito tenha um mínimo de conhecimento acerca da publicidade que dispõe o código de ética em seus artigos 39 ao 47:

                       

Art. 39. A publicidade profissional do advogado tem caráter meramente informativo e deve primar pela discrição e sobriedade, não podendo configurar captação de clientela ou mercantilização da profissão.

 

Art. 44. Na publicidade profissional que promover ou nos cartões e material de escritório de que se utilizar, o advogado fará constar seu nome ou o da sociedade de advogados, o número ou os números de inscrição na OAB.

 

§ 1º Poderão ser referidos apenas os títulos acadêmicos do advogado e as distinções honoríficas relacionadas à vida profissional, bem como as instituições jurídicas de que faça parte, e as especialidades a que se dedicar, o endereço, e-mail, site, página eletrônica, QR code, logotipo e a fotografia do escritório, o horário de atendimento e os idiomas em que o cliente poderá ser atendido.

 

§ 2º É vedada a inclusão de fotografias pessoais ou de terceiros nos cartões de visitas do advogado, bem como menção a qualquer emprego, cargo ou função ocupado, atual ou pretérito, em qualquer órgão ou instituição, salvo o de professor universitário.

 

No constante a elaboração do cartão de visitas, o advogado deverá observar os requisitos acima descritos, é importante reforçar a proibição do § 2º de não incluir fotografias pessoais, incluindo a famosa “3x4”, não se menciona nessa proibição o uso de imagens como a deusa “Themis”, por exemplo.

 

 

Superada as normas de publicidade previstas no novo código de ética, vamos às dicas de marketing:

 

No caso de advogado iniciante que ainda não sabe ao certo qual especialidade seguir, evite colocar muitas especialidades e áreas que não possuem muita relação, como por exemplo, advocacia criminal, trabalhista e de família. Na dúvida não coloque especialidade, coloque apenas advogado.

Observe que as cores sóbrias e tonalidades de fundo claro permitem que as informações possam ser lidas de forma clara e legível. Um cartão clean, com as informações básicas e essenciais é o mais adequado.

Você pode contratar um profissional para a elaboração de seu cartão personalizado, com o logotipo, o que é fortemente recomendado, pois o serviço possui a consonância  com toda a criação visual de sua marca.

marketing jurídico

Share on Facebook
Share on Twitter
Share on Instagram
Please reload

RECENT POSTS

Please reload

ARCHIVE POSTS

Please reload

POSTS RELACIONADOS

Please reload

OAB-CAAs conveniadas

JURIDICA

                           MARKETING JURÍDICO

05729-090  V. Andrade  São Paulo   SP

+55 11 3476 9773  WhatsApp Business

Marketing Jurídico_WhatsApp Business_ Jurídica Marketing

Clique aqui para falar com um consultor de marketing jurídico

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • icon jusbrasil

Segunda a Sexta

9:00h às 18:00h

Jurídica Digital Ltda.   CNPJ - 29.106.249/0001-68                                                        

© 2017 by JURÍDICA. Todos os direitos reservados.